O fantástico mundo do social e do networking traz-nos vantagens imensas, meios de estarmos sempre contactáveis e em contacto com familiares, amigos, colegas, conhecidos, pessoas com quem partilham interesses, etc.

As organizações debatem-se permanentemente com o dilema de se o social media (nomeadamente Facebook, Twitter, Google+, LinkedIn e/ou outras plataformas de networking ou mesmo chat) deve existir ou, por outras palavras, deve ser autorizado aos colaboradores em horário de trabalho.