Em 1992, por entre o hype do grunge e da música alternativa em geral, o rock estava a morrer… Nirvana, Pearl Jam e Oasis ditariam as regras do mainstream da década e nem mesmo o “album preto” dos Metallica serviu para equilibrar a balança.

Pode ser um nome quase desconhecido (pelo número de pessoas na sala, isso fica claro), mas poucos músicos terão tido uma carreira mais rica, diversificada e, ao mesmo tempo, visível e bem no centro do mainstream das últimas 4 décadas